Inovação e Empreendedorismo: alta do capital intelectual global, segundo o relatório anual da OMPI

Por: Ygor Tucamoto.

Embora a economia global se apresenta retraída pelos impactos da pandemia, o recente balanço anual da Organização Mundial da Propriedade Intelectual demonstrou  que o empreendedorismo se manteve “vibrante” – conforme destacou a própria Organização.

Segundo os indicadores, os depósitos de patentes subiram 1,6% e os de design industrial aumentaram 2%. No que diz respeito aos pedidos de registro de marca, os números demonstram alta de quase 14%, em comparação com o ano anterior.

À vista desses resultados, é possível concluir que este sistema ainda é um dos principais motores para a geração da inovação; isto porque novos produtos e serviços vêm sendo criados em resposta à pandemia, bem com ao fato dos países que mais investiram na propriedade intelectual serem justamente os mais desenvolvidos, inovadores e que proporcionam tecnologias de ponta para o resto do mundo.

Com a China na liderança, Daren Tang ressalta que este é “um forte sinal da inovação no setor dos negócios, com as empresas apresentando novos produtos e serviços e encontrando oportunidades de chegar até os consumidores, abrindo novos mercados e apresentando novas ideias ao mundo”.

Um grande desafio, porém, ainda é para as pequenas e médias empresas brasileiras, tal como as entrantes que pouco investem ou conhecem as ferramentas estratégicas da propriedade intelectual – enfrentando, assim, riscos mercadológicos, como a constante violação do capital intelectual de terceiros pela própria falta de informação e pouca eficácia competitiva em seus negócios. 

Fonte: https://news.un.org/pt/story/2021/11/1769632

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.